Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
18 AGO 2015 - 20 SET 2015
Brasília
Brasília
20 ABR 2016 - 05 JUN 2016
Salvador
Salvador
11 NOV 2016 - 29 JAN 2017
São Paulo
São Paulo
2017/2018

Ganhe sua Hiperfoto antes do fim de 2018!

1110logo-Expo-Salvador-xl

Concurso acaba em 2018. Suba seu desenho de crianças… na pagina « colabore » da foto coletiva!

Leia mais

Videos da Exposição

Exposição Hiperfoto-Brasília no Museu Nacional de Brasília

Ate 5 de Junho 2016, no contexto das celebrações do aniversario da capital federal e dos dez anos do Museu nacional, abertura da exposição “Hiperfoto-Brasília”, do fotógrafo francês Jean François Rauzier, é prevista dia 20 de abril 2016 . A mostra gratis apresenta 31 imagens deslumbrantes de paisagens, da arquitetura e ambientes de Brasília elaboradas através de uma técnica autoral jamais antes vista. O video a esquerda foi produzido por o "Senado Federal – Secretaria de Comunicação Social". Foi um reportagem do Rauzier fim de agosto 2015, fotografando o Senado Federal e o Túnel do Tempo!

Setor Cultural Sul, lote 2, próximo à Rodoviária do Plano Piloto - Zona 0.
Horário de visitação: Terça-feira a domingo, das 9h às 18h30.

Ver mais

 

Exposiçao Hiperfoto-Rio no Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro

Ate 20 de setembro 2015, no contexto das celebrações dos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro, o Museu Histórico Nacional inaugura no dia 18 de agosto, a exposição “Hiperfoto-Rio”, do fotógrafo francês Jean François Rauzier. A mostra apresenta 31 imagens deslumbrantes de paisagens, da arquitetura e ambientes do Rio de Janeiro elaboradas através de uma técnica autoral jamais antes vista.

Ver mais

 

“City Never Sleeps” é a maior obra realizada pelo artista Jean-François Rauzier

Propõe um caminho de 1 km na cidade de Nova Iorque. Feita com mais de 80.000 fotografias reunidas, foi apresentada nesse ano na estação de trem Austerlitz em Paris com uma instalação com mais de 70 m de largura.

Esse vídeo apresenta esse projeto. “City Never Sleeps” nasceu de uma colaboração entre Jean-François Rauzier e o rapper americano Beat Assailant. Foi uma performance digital com projeção de 360° durante um show na Gaité Lyrique em Paris.

Ver mais

 

60 segundos para apresentar 31 obras

Video inédita do fotógrafo francês Jean François Rauzier mostra uma “hiperpaisagem carioca” jamais antes vista!

Em homenagem a Rio450 exposição inédita do fotógrafo francês Jean François Rauzier mostra uma “hiperpaisagem carioca” jamais antes vista.

A exposição ambientada no Museu Histórico Nacional de 18 de agosto a 20 de setembro abre a turnê do artista no Brasil que conta com mostras em São Paulo, Salvador e Brasília.

Ver mais

Noticias de Hiperfoto Brasil

Foi aí então que rapidamente propus que Jean-François Rauzier viesse fotografar o país do sorriso, aquele do meu coração depois da minha colaboração no Rio em 1984, que começou com uma homenagem aos 450 anos da cidade brasileira mais conhecida do mundo. Eu tive a inspiração de que Jean-François Rauzier poderia derrubar o paradigma secular de favelas nos morros e palácios à beira-mar. A “veduta” [“paisagem urbana”] do Rio, “hiperfoto” escolhida para ilustrar esta primeira exposição do ciclo de ilustres capitais brasileiras, sobrepõe igrejas e palácios entre os mais ou menos conhecidos da cidade maravilhosa, incluindo o Barão de Mauá na Tijuca. Então, Hipercomunidade é uma foto que exibe os tetos da favela pacificada do Alemão, sobre um terreno plano.

Detalhe de Mikvé

Pelô   O solar em que se encontra a Mikvé está situado no largo de São Francisco, antiga Praça Anchieta, nº 16 e 18, e abriga hoje o Hotel Villa Bahia. O imóvel é tombado individualmente pelo governo federal através do SPHAN (atual IPHAN) e integra o Centro Histórico de Salvador, inscrito como Patrimônio mundial, cultural e natural pela Unesco.

Leia mais

Detalhe de Saludo

Saludo   De acordo com o professor e historiador Ricardo Carvalho, o número de igrejas presentes na capital está intimamente relacionado à história do município. Construída para ser uma extensão de Portugal, Salvador é uma evidência da « extrapolação da igreja católica na Penísula Ibérica », explica Carvalho.

Leia mais

Detalhe de Obaluàyê

Obaluayê   Obaluàyé é um termo iorubá que significa « rei e senhor da terra »: Oba (rei) + Aiye (terra). Também é conhecido como Babá Igbona = pai da quentura). Muito associam Obaluayê apenas à idéia do Orixá Curador, “o Médico Sagrado da Umbanda”, que Ele realmente é.

Leia mais

Detalhe de Cidade Baixa

Pelô   A cidade de Salvador foi fundada sobre uma falha geográfica medindo aproximados 75 metros. Em razão desse fator geográfico, a cidade se formou em dois níveis, chamados Cidade Alta e Cidade Baixa. Em conseqüência, foram surgindo naturalmente os caminhos que, ao longo do tempo, transformar-se-iam em ladeiras, ligando os dois planos da cidade.te.

Leia mais

Detalhe de Santos

Babel26   De acordo com o professor e historiador Ricardo Carvalho, o número de igrejas presentes na capital está intimamente relacionado à história do município. Construída para ser uma extensão de Portugal, Salvador é uma evidência da « extrapolação da igreja católica na Penísula Ibérica », explica Carvalho.

Leia mais

Detalhe de « Mikvé »

Pelô   O solar em que se encontra a Mikvé está situado no largo de São Francisco, antiga Praça Anchieta, nº 16 e 18, e abriga hoje o Hotel Villa Bahia. O imóvel é tombado individualmente pelo governo federal através do SPHAN (atual IPHAN) e integra o Centro Histórico de Salvador, inscrito como Patrimônio mundial, cultural e natural pela Unesco.

Leia mais

Detalhe de Babel26

Babel26   De acordo com o professor e historiador Ricardo Carvalho, o número de igrejas presentes na capital está intimamente relacionado à história do município. Construída para ser uma extensão de Portugal, Salvador é uma evidência da « extrapolação da igreja católica na Penísula Ibérica », explica Carvalho.

Leia mais

Detalhe de Obaluayê

Xangô   Obaluàyé é um termo iorubá que significa « rei e senhor da terra »: Oba (rei) + Aiye (terra). Também é conhecido como Babá Igbona = pai da quentura). Muito associam Obaluayê apenas à idéia do Orixá Curador, “o Médico Sagrado da Umbanda”, que Ele realmente é.

Leia mais

Detalhe de Xangô

Xangô   Xangô, Shango, Sango ou, na Bahia, Badé é o orixá da justiça, dos raios, do trovão e do fogo. Foi rei na cidade de Oyo, identificado no jogo do merindilogun pelos odus obará e ejilaxebora e representado material e imaterialmente no candomblé através do assentamento sagrado denominado igba xango.

Leia mais

Pentáptico, Convento São Francisco IV

Convento São Francisco   A Igreja e Convento de São Francisco são localizadas no coração da cidade de Salvador, as estruturas foram erguidas entre os século XVII e XVIII e são consideradas uma das mais singulares e ricas expressões do Barroco brasileiro, apresentando, em especial a igreja, uma faustosa decoração interior.

Leia mais

Pentáptico, Convento São Francisco III

Convento São Francisco   A Igreja e Convento de São Francisco são localizadas no coração da cidade de Salvador, as estruturas foram erguidas entre os século XVII e XVIII e são consideradas uma das mais singulares e ricas expressões do Barroco brasileiro, apresentando, em especial a igreja, uma faustosa decoração interior.

Leia mais

Pentáptico, Convento São Francisco II

Convento São Francisco   A Igreja e Convento de São Francisco são localizadas no coração da cidade de Salvador, as estruturas foram erguidas entre os século XVII e XVIII e são consideradas uma das mais singulares e ricas expressões do Barroco brasileiro, apresentando, em especial a igreja, uma faustosa decoração interior.

Leia mais

Pentáptico, Convento São Francisco

Convento São Francisco   A Igreja e Convento de São Francisco são localizadas no coração da cidade de Salvador, as estruturas foram erguidas entre os século XVII e XVIII e são consideradas uma das mais singulares e ricas expressões do Barroco brasileiro, apresentando, em especial a igreja, uma faustosa decoração interior.

Leia mais

Detalhe de Xangô

Xangô   Xangô, Shango, Sango ou, na Bahia, Badé é o orixá da justiça, dos raios, do trovão e do fogo. Foi rei na cidade de Oyo, identificado no jogo do merindilogun pelos odus obará e ejilaxebora e representado material e imaterialmente no candomblé através do assentamento sagrado denominado igba xango.

Leia mais

Detalhe de Mikvé

Pelô   O solar em que se encontra a mikvé está situado no largo de São Francisco, antiga Praça Anchieta, nº 16 e 18, e abriga hoje o Hotel Villa Bahia. O imóvel é tombado individualmente pelo governo federal através do SPHAN (atual IPHAN) e integra o Centro Histórico de Salvador, inscrito como Patrimônio mundial, cultural e natural pela Unesco.

Leia mais

Detalhe de Babel26

Babel26   De acordo com o professor e historiador Ricardo Carvalho, o número de igrejas presentes na capital está intimamente relacionado à história do município. Construída para ser uma extensão de Portugal, Salvador é uma evidência da « extrapolação da igreja católica na Penísula Ibérica », explica Carvalho.

Leia mais

Detalhe de « Santos »

Santos   Os orixás são ancestrais divinizados africanos que correspondem a pontos de força da Natureza e os seus arquétipos. Estão relacionados às manifestações dessas forças. As características de cada Orixá aproxima-os dos seres humanos, pois eles manifestam-se através de emoções como nós. Sentem raiva, ciúmes, amam em excesso, são passionais. Cada orixá tem ainda o seu sistema simbólico particular, composto de cores, comidas, cantigas, rezas, ambientes, oferendas, espaços físicos e até horários.

Leia mais

Detalhe de Xangô

Xangô   Xangô, Shango, Sango ou, na Bahia, Badé é o orixá da justiça, dos raios, do trovão e do fogo. Foi rei na cidade de Oyo, identificado no jogo do merindilogun pelos odus obará e ejilaxebora e representado material e imaterialmente no candomblé através do assentamento sagrado denominado igba xango.

Leia mais

Detalhe de « Pelô »

Pelô   A cidade de Salvador foi fundada sobre uma falha geográfica medindo aproximados 75 metros. Em razão desse fator geográfico, a cidade se formou em dois níveis, chamados Cidade Alta e Cidade Baixa. Em conseqüência, foram surgindo naturalmente os caminhos que, ao longo do tempo, transformar-se-iam em ladeiras, ligando os dois planos da cidade.te.

Leia mais

Detalhe de « Pelô »

Pelô   Salvador foi a primeira cidade do Brasil, construída a partir de 1545 como cidade-fortaleza, destinada à administração colonial e comércio. Seu crescimento deu-se em dois planos – a Cidade Baixa, compreendida pelo Bairro da Praia com uma comprida rua que dividia o porto e as casas comerciais – e a Cidade Alta, onde estavam os bairros de São Bento (incluindo Sé), Palma, Desterro, Saúde e Santo Antonio Além do Carmo.

Leia mais

Da cruz, 2016, 150 x 90 cm

Leia mais

Pentáptico. Igreja São Francisco, 2016, 250 x 750 cm

Leia mais

Nova Noticia Salvador

Leia mais

O artista Jean-François Rauzier na abertura de Hiperfoto-Brasília

A fala do Rauzier com traduçao de B. Dussauge - Brasí’lia - 19.04.2016 Vernissage da exposi‹ção "Hiperfoto Brasil - Bras’lia" de Jean-François Rauzier, no Museu Nacional da Repúœblica.

A fala do Rauzier com traduçao de B. Dussauge – Brasí’lia – 19.04.2016
Vernissage da exposi‹ção « Hiperfoto Brasil – Bras’lia » de Jean-François Rauzier, no Museu Nacional da Repúœblica.

Leia mais

O artista Stephane Bouelle na abertura hiperfoto Brasília

Brasí’lia - 19.04.2016 Vernissage da exposi‹ção "Hiperfoto Brasil - Bras’lia" de Jean-François Rauzier, no Museu Nacional da Repúœblica.

O Artista Stephane Bouelle e Claudio Soares do Planalto – Brasí’lia – 19.04.2016 Vernissage da exposi‹ção « Hiperfoto Brasil » de Jean-François Rauzier, no Museu Nacional da Repúœblica.

Leia mais

Detalhe da Centro de Convenções Ulysses Guimarães

Guimar∆es3   Centro de Convenções Ulysses Guimarães Localizado no coração de Brasília. O Centro de Convenções Ulysses Guimarães tem uma área construída de 54 mil m², abrigando cinco auditórios, sendo que um deles acomoda 3 mil pessoas, além de 13 salas moduláveis por divisórias acústicas retráteis que permitem várias combinações.

Leia mais

Detalhe da Catetinho

Catetinho3 O Catetinho foi a primeira residência oficial do presidente Juscelino Kubitschek no novo Distrito Federal na época da construção da nova capital do país, Brasília. Está situado às margens da BR-070, próximo a cidade do Núcleo Bandeirante.

Leia mais

Detalhe da Memorial dos Povos Indígenas

Indio2   O Memorial dos Povos Indígenas é um museu de Brasília. O museu é dedicado à cultura indígena brasileira. Foi desenhado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e construído em 1987. Por muitos anos, esteve fechado mas, desde 1999, restabeleceu suas atividades.

Leia mais

Detalhe da Universidade Federal de Brasília

o_jeito2_1   A Universidade Federal de Brasília foi inaugurada em 21 de abril de 1962.

Leia mais

Palácio do Planalto

Planalto 120 x 120 cm 2015 O Palácio do Planalto é a sede do Poder Executivo Federal, local onde está o Gabinete Presidencial do Brasil. Está situado na Praça dos Três Poderes em Brasília e foi um dos primeiros edifícios construídos na nova capital.

Leia mais

Detalhe do Palácio da Justiça de Brasília

O Jeito1 120x120cm 2015 O Palácio da Justiça de Brasília fica junto ao Eixo Monumental, entre a ala Norte da Esplanada dos Ministérios e o Congresso Nacional. Foi desenhado pelo arquiteto Oscar Niemeyer em 1957, e serve como sede do Ministério da Justiça. Veja a hiperfoto inteira O Jeito 1, 2015, 120 x 120 cm

Leia mais

Detalhe da Tribunal

Tribunal1   Projetado por Oscar Niemeyer, o edifício-sede da Procuradoria Geral da República foi inaugurado em 2002. A obra estava prevista desde a fundação de Brasília, em 1960, no projeto original de Lúcio Costa.

Leia mais

Detalhe de prédios populares

arte_rua2   Prédios populares. Rua de comércio 305/306, 404/405 Sul. DF. Veja a hiperfoto inteira : Arte rua, 2015, 180 x 300 cm

Leia mais

Detalhe da Catedral Metropolitana

santos3   Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, com cálculo estrutural do engenheiro Joaquim Cardoso, foi o primeiro monumento a ser criado em Brasília.[1] Sua pedra fundamental foi lançada em 12 de setembro de 1958.

Leia mais

Detalhe da paradas de ônibus

reseaux1   Passadiços, paradas de ônibus, 3 quadras da W3 sul (comércio). O « Man in Black » esta andando… Uma maneira de perceber a escala dos elementos. Veja a hiperfoto inteira Redes, 2015, 150 x 250 cm

Leia mais

Detalhe do Palácio do Jaburu

jaburu3   Palácio do Jaburu é um edifício localizado ao longo da Via Presidencial, entre os Palácios do Planalto e Alvorada. Situado às margens do Lago Paranoá, foi inaugurado em 1977 e abriga a residência oficial do Vice-Presidente da República.

Leia mais

Detalhe da Supremo Tribunal Federal

podere2   Supremo Tribunal Federal (STF) é a mais alta instância do poder judiciário brasileiro e acumula competências típicas de uma Suprema Corte (tribunal de última instância) e de um Tribunal Constitucional.

Leia mais

Detalhe da nova sede do Tribunal Superior Eleitoral

vertigo1   O prédio da nova sede do Tribunal Superior Eleitoral é um projeto de Oscar Niemeyer, cujo contrato com a administração da Corte foi assinado em 2005.

Leia mais

Detalhe da ponte JK

JK2 A Ponte Juscelino Kubitschek, também conhecida como Ponte JK, está situada em Brasília, ligando o Lago Sul, Paranoá e São Sebastião à parte central de Brasília, através do Eixo Monumental, atravessando o Lago Paranoá.

Leia mais

Detalhe da Sede da Caixa Seguradora

caixa3   Sede da Caixa Seguradora, localizado na área central da capital federal, o novo prédio da Caixa Seguradora inaugurado em Fevereiro 2015, chama a atenção por sua estrutura moderna, com formato sinuoso e com vidros espelhados. A nova sede foi projetada para ser mais econômica, preservar os recursos naturais e o meio ambiente.

Leia mais

Detalhe do Palácio da Justiça de Brasília

codex3   O Palácio da Justiça de Brasília fica junto ao Eixo Monumental, entre a ala Norte da Esplanada dos Ministérios e o Congresso Nacional. Foi desenhado pelo arquiteto Oscar Niemeyer em 1957, e serve como sede do Ministério da Justiça. Veja a hiperfoto inteira Codex, 2015, 200 x 120 cm

Leia mais

Detalhe do Centro de desenvolvimento auto sustentavel

carousel1   Centro de desenvolvimento auto sustentavel. Campus Universitário Darcy Ribeiro Gleba A Universidade de Brasília – Asa Norte, Brasília – DF, 70910-900. Veja a hiperfoto inteira Carrossel, 2015, 150 x 250 cm

Leia mais

Detalhe da Centro de Convenções Ulysses Guimarães

Guimar∆es1   Centro de Convenções Ulysses Guimarães Localizado no coração de Brasília o Centro de Convenções Ulysses Guimarães tem uma área construída de 54 mil m², abrigando cinco auditórios, sendo que um deles acomoda 3 mil pessoas, além de 13 salas moduláveis por divisórias acústicas retráteis que permitem várias combinações.

Leia mais

Detalhe do Conjunto Cultural da República e Ministérios

Arcos2   Museu Nacional do Conjunto Cultural da República e Ministérios. O museu, que tem a forma de cúpula, e a Biblioteca Nacional Leonel de Moura Brizola foram concebidos pelo arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer e foram inaugurados no dia 15 de dezembro de 2006, no dia em que o arquiteto celebrou os seus 99 anos de idade. Feliz aniversario!

Leia mais

Detalhe da Palácio Itamaraty

Itamaraty2   O Palácio Itamaraty é a sede do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, situado em Brasília. Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, com cálculo estrutural do engenheiro Joaquim Cardoso, o palácio foi inaugurado oficialmente em 20 de abril de 1970 pelo presidente Emílio Médici. Atualmente, três edifícios compõem o complexo do Ministério: o Palácio, o Anexo I e o Anexo II, conhecido popularmente como « Bolo de Noiva ».

Leia mais

Detalhe da capela localizada no Palácio da Alvorada

silence3 A beleza da Capela Nossa Senhora da Conceição, localizada no Palácio da Alvorada, tem o toque de um dos principais artistas do Brasil, Athos Bulcão. A residência presidencial, além de rica em poder, carrega a beleza das formas geométricas e a vida das cores da arte do professor.

Leia mais

Detalhe da Catedral Metropolitana em Brasília

santos3   Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, com cálculo estrutural do engenheiro Joaquim Cardoso, foi o primeiro monumento a ser criado em . Sua pedra fundamental foi lançada em 12 de setembro de 1958.

Leia mais

Um detalhe do Brasília Palace Hotel

vortex1 Detalhe da hiperfoto « Vortex », 2105, 120 x 120cm.  Milhares de clichês tomados no Brasília Palace Hotel. Inaugurado antes mesmo de Brasília para receber as figuras mais importantes dos cenários político, artístico e intelectual da época. Para o presidente Juscelino Kubitschek, era a prova concreta de que o sonho tornava-se realidade.

Leia mais

Detalhe de « Solar »

1511Ballade_Paris A Biblioteca Nacional de Brasília virou cinza com olhar do Rauzier. A BNB foi concebida no plano original de Brasília, assinado por Lúcio Costa no final dos anos 50 do século passado, quando o urbanista projetou a capital federal com Oscar Niemeyer e outros arquitetos..

Leia mais

Brasília é uma hiperfoto dos símbolos da capital federal

1511Ballade_Paris Depois da Mostra no Rio de Janeiro o ano passado, Jean-François Rauzier realizo » uma homenagem ao Oscar Niemeyer ». Símbolos da Praça dos Três Poderes e do JK, em Brasília é um amplo espaço aberto entre os três edifícios monumentais que representam os três poderes da República: o Palácio do Planalto(Executivo), o Supremo Tribunal Federal (Judiciário) e o Congresso Nacional (Legislativo).

Leia mais

Detalhe do Supremo Tribunal Federal

Poder-170x100cm Poder virou a hiperfoto do Rauzier do Supremo Tribunal Federal. O detalhe aqui destaca a statu da justicia! STF é o órgão de cúpula do Poder Judiciário, e a ele compete, principalmente, a guarda da Constituição, conforme definido no art. 102 da Constituição Federal. O Supremo Tribunal Federal é composto por onze Ministros, brasileiros natos, escolhidos dentre cidadãos com mais de 35 e menos de 65 anos de idade, de notável saber jurídico e reputação ilibada, e nomeados pelo Presidente da República, após aprovação da escolha pela maioria absoluta do Senado Federal.

Leia mais

Uma caminhada em Paris

1511Ballade_ParisDepois de Detroit, Jean-François Rauzier esta realizando « une ballade de Paris ». Voce pode olhar mais detalhe aqui : http://www.hyper-photo.com/ballades/extrait_bourse_reaumur/index.html

Leia mais

Quebra-Cabeça Carioca na revista GOL

1510RevistaGol3 1510RevistaGol2 1510RevistaGOL1

Leia mais

Conheça a técnica de hiperfotografias

Cristo2Fotógrafo francês traz para sua mostra fotográfica uma nova técnica onde desenvolve as hiperfotografias. O fotógrafo francês Jean François Rauzier desenvolve uma técnica autoral jamais antes vista produzindo incríveis hiperfotografias. Essas imagens passam por um longo e complexo processo de criação, são manipuladas em computador e algumas delas alcançam um volume que pode sugerir uma escultura bidimensional. A obra de Rauzier dialoga com o cubismo, o mosaico, o surrealismo, o barroco e a escultura bidimensional com muita intensidade onde depois de impressas em formatos enormes, suas imagens intensificam o mundo sobre o qual ele lança seu olhar. Com o computador ele fabrica uma hipercolagem onde em cada uma de suas obras são reunidas inúmeras imagens fotografadas durante suas viagens, criando uma espécie de casamento entre o macro e o micro, o virtual e o real assim como o imaginário.

Leia mais

Jantar homenageia fotógrafo francês Jean François Rauzier

Thumbnail for 991
                      O fotógrafo francês Jean François Rauzier foi homenageado em um jantar, em Agosto passado, no restaurante Les Jardins de Rio, no Cosme Velho. O artista acaba de inaugurar, no Museu Histórico Nacional, a exposição “Hiperfoto-Rio”, que ficou em cartaz até o dia 20 de setembro. Próxima mostra do Rauzier em Brasilia, Abril 2016. Confira nas fotos de Marco Rodrigues.

Leia mais

Jean François Rauzier – Hiperfoto-Rio – RIO SHOW

Historias-2014-120x200A mostra apresentou 31 imagens de paisagens e arquitetura cariocas, além da exibição do vídeo “City never sleeps”, um teaser de 60 segundos sobre uma hiperfoto de 1km de Nova York. Manipuladas em computador, algumas delas, inclusive, alcançam um volume que pode sugerir uma escultura bidimensional. A obra de Jean François Rauzier dialoga com o cubismo, o mosaico, o surrealismo, o barroco e a escultura bidimensional. Para esta exposição, o fotógrafo capturou mais de oito mil imagens em outubro 2014 na cidade do Rio de Janeiro. O artista pesquisa a técnica da hiperfoto desde 2002.

Leia mais

Depois do Rio que fecha hoje, francês vai fazer hiperfotos de Brasília

Thumbnail for 1002O fotógrafo Jean François Rauzier esta trabalhando para preparar exposição de Hiperfoto de Brasília em Abril 2016. Hoje a exposição carioca encerra 31 obras nesse ultimo dia no MHN. O fotógrafo viajou para Brasília, onde vai fazer suas hiperimagens da capital, com a técnica que desenvolveu e dá a impressão das imagens se destacarem do fundo, como se fosse bidimensionais. Depois, abre exposição por lá. Em seguida, faz o mesmo em Salvador. Veja algumas fotos na Galeria. Thumbnail for 963

Leia mais

Jean François Rauzier encerra exposição no Museu Histórico Nacional

#2 Bâtisseurs 2012–150x250cmA exposição “Hiperfoto-Rio“, do fotógrafo francês Jean François Rauzier, em homenagem aos 450 anos da nossa cidade, vai fechar amanha, no Museu Histórico Nacional. Com 31 imagens de paisagens, arquitetura e ambientes da cidade, a mostra foi realizada com mais de 8 mil fotos produzidas pelo francês no ano passado… Através de uma técnica original, Rauzier manipula paisagens em computador, que adquirem um volume bidimensional para quem vê. Um espetáculo! Os cliques são de Marco Rodrigues!

Leia mais

Exposição de Jean François Rauzier encerra Domingo no Museu Histórico Nacional

Vermelho 2014 (as sereias do Rio)-150x250 Segundo a Phox, Exposição de Jean François Rauzier homenageia os 450 anos da Cidade Maravilhosa. A “Hiperfoto-Rio” do fotógrafo Jean François Rauzier apresenta 31 imagens deslumbrantes de paisagens da arquitetura e ambientes do Rio de Janeiro elaboradas através de uma técnica autoral jamais vista.  Para serem produzidas, as hyperfotografias de Rauzier passam por um processo longo e complexo.  Manipuladas em computador, algumas delas, inclusive, alcançam um volume que pode sugerir uma escultura bidimensional.   Além das hiperfotos, o vídeo “City Never Sleeps” 2015 – um video teaser de 60s sobre uma hiperfoto de 1km, uma travessia de nova York, também compõem a mostra.

Leia mais

Fotógrafo francês inaugura exposição em homenagem ao Rio

 
Cristina Vianna João, Beatriz Caldeira, Jean François Rauzier, Giovana Zimermann e Paulo Knauss

Cristina Vianna João, Beatriz Caldeira, Jean François Rauzier, Giovana Zimermann e Paulo Knauss

A exposição “Hiperfoto-Rio“, do fotógrafo francês Jean François Rauzier, em homenagem aos 450 anos do Rio, foi inaugurada nesta segunda-feira (17/08), no Museu Histórico Nacional. Com 31 imagens de paisagens, arquitetura e ambientes da cidade, a mostra foi realizada com mais de 8 mil fotos produzidas em outubro do ano passado pelo francês. Através de uma técnica original, Rauzier manipula paisagens em computador, que adquirem um volume bidimensional para quem vê. Além das imagens em exibição, com curadoria de Marc Pottier, o fotógrafo idealizou um trabalho coletivo com a participação dos brasileiros. Qualquer pessoa de qualquer lugar do país pode participar com uma foto, basta consultar o regulamento e enviar a imagem para http://www.hiperfoto-brasil.com antes do dia 20 de setembro de 2015, quando a exposição do encerra no Museu. Veja fotos na Galeria.

Leia mais

Fotógrafo francês retrata o Rio de Janeiro em hiperfotografias

Thumbnail for 1000Em comemoração aos 450 anos do Rio de Janeiro, o Museu Histórico Nacional inaugura nesta terça-feira a exposição “Hiperfoto-Rio”, do fotógrafo francês Jean François Rauzier. A mostra apresenta 31 imagens deslumbrantes de paisagens, da arquitetura e outros ambientes da cidade, elaboradas por meio de uma técnica autoral jamais vista, na qual a mesma imagem é fotografada várias vezes e reconstruída em uma nova. Desta maneira, o público pode passear na imagem, ver de perto um detalhe, ou mover-se para trás para vê-la em sua totalidade, construindo assim a sua própria história da obra. Confira!

Leia mais

Exposição reúne imagens do Rio em técnica similar aos mosaicos

Disposiçao na parede   A cidade é dividida em pedacinhos pelo artista parisiense Jean-François Rauzier, em mostra no Museu Histórico Nacional ate Domingo! Não Perca! O Rio nunca se viu desse jeito. Com trabalhos que lembram mosaicos, com grande carga autoral e todos eles inéditos, Jean-François Rauzier propõe uma nova forma de olhar a cidade em Hiperfoto, exposição aberta desde Julho no Museu Histórico Nacional (MHN), no Centro. São 31 imagens da arquitetura carioca e de nossa paisagem urbana.

Leia mais

Mostra no Museu Histórico Nacional apresenta obras de artista francês com um olhar sobre o Rio

                  Os quadros possuem um toque de realismo fantástico! Imagine um grande cartão-postal da cidade, juntando num mesmo cenário o prédio do Ministério da Fazenda, sobrados abandonados da Lapa, o Paço Imperial, a Igreja da Glória, muros grafitados, o bonde de Santa Teresa e centenas de ambientes, edifícios e detalhes arquitetônicos do Rio a perder de vista. Esta mistura de imagens, dos mais variados bairros, pode ser admirada num só quadro, a obra Veduta, peça de abertura da exposição “Hiper-Rio”, do francês Jean-François Rauzier, em exibição ate 20 de setembro no Museu Histórico Nacional, na Praça Quinze.

Leia mais

Das Artes : Hiperfoto-Rio | Jean François Rauzier –

Gabinete-135x200cmNo contexto das celebrações dos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro, o Museu Histórico Nacional inaugura no dia 17 de agosto, segunda-feira, a exposição “Hiperfoto-Rio”, do fotógrafo francês Jean François Rauzier. A mostra apresenta 31 imagens deslumbrantes de paisagens da arquitetura e ambientes do Rio de Janeiro elaboradas através de uma técnica autoral jamais vista.

Leia mais

Jean-François Rauzier, um escultor bidimensional

 
Gilberto de Abreu

Gilberto de Abreu

Em entrevista exclusiva ao Supergiba, o francês Jean-François Rauzier explica o conceito de hiperfotografia e diz que os detalhes tornam as cidades únicas.

Leia mais

Mostra ‘Hiperfoto-Rio’ apresenta arquitetura da cidade

Um atrativo da mostra é que o público pode participar da construção de uma das obras Leia mais : https://catracalivre.com.br/rio/dica-da-neosa/barato/mostra-hiperfoto-rio-apresenta-arquitetura-da-cidade/

Leia mais

Exposiçao Hiperfoto-Rio no Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro

Exposiçao Hiperfoto-Rio no Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro

Ate 20 de setembro 2015, no contexto das celebrações dos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro, o Museu Histórico Nacional inaugura no dia 18 de agosto, a exposição “Hiperfoto-Rio”, do fotógrafo francês Jean François Rauzier.

Leia mais

A magia do vernissage 17 de Agosto

0817FAIXA_MHN

Leia mais

Lembrança do Vernissage dia 17 de Agosto

Jean François Rauzier 2 O artista Jean-François Rauzier vira Padre na frente do Cristo!

Leia mais

O Museu Nacional da República seria um bom espaço em 2016

DSC00450 Jean-François Rauzier acabou de fotografar a capital de JK hoje. Quarenta oito mil cliques em 4 dias! Oscar Niemeyer e outros engenheiros serão homenageados no fim do verão 2016 em Brasilia. Esperamos mais de 30 hiperfotos deslumbrante! O fotografo francês chegou hoje em Sao Paulo para visitar a SP-Arte e observar os predios da capital econômica.

Leia mais

“City Never Sleeps” é a maior obra realizada pelo artista Jean-François Rauzier

City Never Sleeps” é a maior obra realizada pelo artista Jean-François Rauzier que propõe um caminho de 1 km na cidade de Nova Iorque. Feita com mais de 80.000 fotografias reunidas, foi apresentada nesse ano na estação de trem  Austerlitz em Paris com uma instalação com mais de 70 m de largura.

Esse vídeo apresenta esse projeto. “City Never Sleeps” nasceu de uma colaboração entre Jean-François Rauzier e o rapper americano Beat Assailant. Foi uma performance digital com projeção de 360° durante um show na Gaité Lyrique em Paris.

Leia mais

Entramos hoje no Museu Histórico Nacional

A equipe de KDB Partners entra hoje no Museu para  preparar a exibição. Veja aqui « KaleiRio », uma obra inédita carioca do Rauzier que não será exibida no Museu Histórico nacional dia 18 de Agosto… Da para reconhecer o lugar? KaléiRio 2014 -  140 x 200cm

Leia mais

O Cristo 7 do Rauzier, deitado sobre a Hipercomunidade

Cristo9Chamo a atenção para a foto onde o Cristo está deitado sobre a “Hipercomunidade”, como se ele se juntasse à sua sombra ou abandonasse sua verticalidade radiante para estender-se em um “abraço” eterno com os cariocas.

Leia mais

Hiperfoto?

longue histoire 1Pensemos a definição de “hiper”: prefixo, do grego huper, “sobre”, indicando uma posição superior no espaço, uma intensidade ou uma propriedade superior à normal. A palavra “intensidade” se adéqua perfeitamente às obras deste artista. Suas fotografias, impressas em formatos enormes, intensificam o mundo sobre o qual ele lança seu olhar. Com o computador, ele fabrica uma hipercolagem na qual em cada uma de suas obras são reunidas inúmeras imagens fotografadas durante suas viagens, criando uma espécie de casamento entre o macro e o micro, o virtual e o real. Desta maneira, ele nos mostra uma versão original e excepcional das cidades, das paisagens e dos assuntos que aborda. Marc Pottier – Curador

Leia mais

31 imagens de paisagens, da arquitetura e ambientes do Rio de Janeiro

0804LogoHiperfotoA mostra apresenta 31 imagens deslumbrantes de paisagens, da arquitetura e ambientes do Rio de Janeiro elaboradas através de uma técnica autoral jamais antes vista. Para serem produzidas as hiperfotografias de Rauzier passam por um processo longo e complexo.

Leia mais